terça-feira, dezembro 13, 2011

Entenda os Homens (Capítulo 3)

Aqui vai a terceira parte do quadro Entenda os Homens...

1 - Acredite quando digo para irmos devagar.

Está tudo tão bom, não estrague o que temos hoje pensando no futuro. Mal começamos a ficar, dê tempo ao tempo, vamos curtir o agora e com o tempo tomamos essa decisão juntos.

2 - Só irei falar das nossas intimidades com os meus amigos se você não for importante pra mim.

Se eu gosto e tenho respeito por você não irei dar detalhes, no máximo irei confirmar e pronto. Você é minha e ninguém precisa saber do que só eu sei, mas se você for qualquer uma...

3 – Odiamos quando você pergunta: "O que você está pensando?" esperando uma resposta brilhante.

Acredite, não estamos pensando em nada.

4 - Somos fascinados por pés bonitos.

Não que vamos fazer "algo" com o seu pé, mas é um orgulho para um homem ter uma namorada com um pé bonito.

5 – Quando você diz: "Você nunca escuta o que eu falo"

Entenda que a probabilidade de nós realmente não termos ouvido é grande, muito grande.

domingo, dezembro 04, 2011

Como se apaixonar todo dia?

Isso é simplesmente uma arte, a arte de olhar para uma mulher e pensar “Nossa, que linda” ficar olhando para ela e tentar arrancar um sorriso. Um momento simples de conquista que te faz se sentir vivo, tão vivo...

Eu posso afirmar que às vezes é muito mais gostoso você arrancar um sorriso ou um simples abraço de uma mulher que você sonha e pensa: “Se um dia eu ficar com essa mulher não preciso de mais nada além de uma ilha e umas frutas” do que fazer sexo com qualquer uma por ai.

Como é gostoso sentir-se bobo. Até porque com o tempo você descobre que para ser feliz é necessário ser um pouco bobo.

Pessoas que reclamam o dia inteiro definitivamente não sabem curtir a vida. Curtir a vida, o sol, as pessoas, uma música ou qualquer coisa que só dependa de você para acontecer. Pessoas que dependem dos outros para se sentirem preenchidas, até quando?

Todo homem fica ou já ficou bobo por uma mulher, esperando uma mensagem, ansioso para vê-la e todo esse tipo de coisa. E se não ficou? Não sabe o que está perdendo.

E sabe qual a paixão mais gostosa? Aquela sincera, sem joguinhos, sem medos. Aquela que você olha no rosto da pessoa e diz: “Estou gostando muito de você” e a pessoa te responde: “Eu também, muito”. Aquela que vocês se falam TODO SANTO DIA e não se enjoam e principalmente aquela que você nem acredita que está acontecendo.

As pessoas têm muitas dúvidas, será que namoro? Será que vou curtir? E assim elas esquecem a coisa mais importante da vida “aproveitar o momento”. Você não vai morrer com 30 anos, então aproveite o momento, curta, sinta o que tem que ser sentido e deixe rolar que o resto a vida faz.

Então quando você se apaixonar de novo, não jogue os pesos e as mágoas de relacionamentos passados neste novo relacionamento. Entenda que as pessoas são diferentes e elas não têm nada a ver com os erros do seu passado.

Eu acredito fielmente na máxima que nascemos sozinhos e morremos sozinhos. Não que vamos ficar sozinhos, mas que só dependemos de nós para sermos felizes. Pessoas vão e vem e quem fica e só você, suas lembranças e a sua consciência, consciência de quem fez o que deveria ser feito.

E ai, tá com saudade de tudo isso? Relaxa, você está no caminho certo.

Por fim acredito que encontramos a felicidade plena quando nos apaixonamos, não por alguém, mas pela vida.

domingo, novembro 27, 2011

A conquista

Essa é simplesmente a parte mais gostosa de um relacionamento.

Eu e você. Você tentando provar que não preciso de mais ninguém além de você e eu querendo provar ser o melhor, o seu melhor.

Entender que pequenas atitudes fazem toda diferença é o primeiro passo para o “sucesso”.

Há uma grande diferença entre eu simplesmente te dar um beijo ou eu botar o teu cabelo atrás da orelha, colocar a mão no teu rosto, olhar nos teus olhos e ai sim te beijar. São esses pequenos detalhes que trazem a segurança para a mulher, a segurança que você está ao lado dela e não precisa de mais nada além disso.

O segredo é saber mesclar entre carinho e safadeza, basicamente de um jeito que só de olhar para ela você já saiba quando ela precisa de um colo ou de uns tapas.

Eu sou o homem, eu tenho que ter a certeza por nós dois. Por mais que eu não tenha a certeza do que fazer preciso lhe dizer: “Só preciso que você confie em mim, já o resto? O resto você deixa comigo.” Sou eu que corro atrás, eu que tenho que te mimar, eu que tenho que te conquistar...

Uma boa conquista envolve desde saber a hora de falar uma sacanagem até a hora de saber quando chegar no seu ouvido e lhe dizer: “Eu te acho tão linda...”

Saiba usar as palavras. Muitas vezes você dizer: “Sou louco por você” vale muito mais do qualquer “Eu te amo”, pode parecer bobo mas é algo que deixa a relação muito mais intensa. E é essa a essência do carinho com safadeza que eu estava querendo dizer.

Então se depois de tudo isso você ainda dúvida que os pequenos detalhes fazem toda diferença, experimente pegar a sua mulher e botar ela uma única vez para o lado de dentro da calçada.

Por fim acho que essa frase diz tudo:

“Ser líder é como ser uma dama: se você precisa provar que é, então você não é.”

Margareth Thatcher

domingo, novembro 20, 2011

O que estraga um relacionamento?

Todo mundo quer ter um relacionamento perfeito, mas eu? Só quero um que dê certo.

Começamos um relacionamento com o intuito de dar certo, de ter alguém para nos completar e principalmente ter uma parceria. Uma pessoa parceira que vá contigo desde pescar caranguejos no Alasca até comer o melhor Tiramissu do mundo.

Dentro disso separei os três motivos mais comuns para “estragar” um relacionamento que tem tudo para dar certo:

- Dúvidas

”Você namora uma pessoa e essa pessoa não sabe se casa ou compra uma bicicleta?“

Não tem coisa pior do que ficar com alguém que não tem decisão, que não olha nos teus olhos e diz: “Quero ficar com você e nada mais”. 

Essa segurança é importantíssima para que possamos nos sentir seguros e assim darmos o nosso máximo, sem joguinhos, sem medos, sem ninguém só eu e você.

É simples, fique comigo se você realmente quer ficar comigo, não quer? Então me deixa ser feliz em outro lugar.

- Comodidade

“Sabe quando a pessoa não termina com você só por...”

Na verdade essas pessoas têm “preguiça” de aguentar todo o transtorno que um término gera. Mas principalmente tem medo de ficar sozinha, medo de não ter com quem cozinhar, com quem ver um seriado...

E nisso essa pessoa pensa: “Vou ficar com ela até achar outra”

Resumindo a comodidade é a maneira mais fácil de não deixar as pessoas encontrarem a própria felicidade.

- Rotina

A rotina não é só inovar, mas sim se preocupar com a felicidade do outro.

Digo, não precisamos mudar mas sim surpreender. Acho que não existe coisa mais gostosa do quer receber uma surpresa, desde um café na cama até um despretensioso “Sabia que eu ainda te acho linda?”

Você não precisa fazer tudo por mim, só demonstrar que se preocupa comigo, com os meus interesses e as minhas vontades.

Saber ceder, esse é o segredo. Um dia faço o que você gosta, outro você faz o que eu gosto. Um dia entendo a sua histeria sem motivo, outro você entende o meu mau humor por causa do trabalho. Um dia entendo a sua vontade de comer algodão doce as duas da manhã, outro dia você entende a minha vontade de ficar quarta-feira vendo futebol.

Então é assim...

Só eu e você, eu do meu jeito e você do seu. Nós dois juntinhos curtindo o que a vida pode nos proporcionar, sem joguinhos, sem medo, sem pensar.

E por fim é isso que a vida tem de melhor: Ser gostado pelo que se é.

segunda-feira, novembro 07, 2011

Horóscopo das minhas experiências.

Esse post farei diferente, como hoje no twitter estávamos falando sobre signos achei interessante e divertido abordar esse tema, além de vocês se enquadrarem darão algumas risadas dos meus desastres amorosos.

Longe de ser uma verdade absoluta essas foram as MINHAS experiências com cada signo, namoro, ficadas, curtidas e afins.  E dentro disso foi o que eu absorvi de cada mulher:

A Pisciana.

Ela era muito sonhadora, sentimental, mas muito boa com as palavras. Às vezes era só eu botar ela de volta a realidade e ela já desanimava com tudo, até que eu aprendi que manter os “sonhos” dela era essencial para ela ser forte. Bem esquecidinha e muito carinhosa mas um pouco dependente, precisava sempre transmitir segurança e lembrar que gostava dela, se não...

A Ariana.

Um inferninho, difícil de domar e olha que eu era bom nisso, discutia demais e sempre queria dar a última palavra. Muito boa de cama, mas era muito irritadinha e “ai” se as coisas não saíssem do jeito dela. Odiava perder e sempre queria dar a última palavra. Por outro lado muito forte, otimista e inteligente. Sempre pensava no nosso futuro e sabia administrar nossas contas melhor do que eu.

A Escorpiana.

Super sexy e tarada, me acordava de noite só para transar, mas também desconfiava de tudo, mesmo sem motivos. Toda vaidosa, mas se eu fosse ao mercado e demorasse um pouco ela já achava que eu estava fazendo alguma merda. Um pouco ciumenta e adorava um poder, sempre queria liderar os grupos, as nossas viagens e afins.

A Canceriana.

A pessoa mais meiga do mundo, querida e simpática, mas monótona e chorona que só. Toda meiga e lindinha, minha mãe era apaixonada por ela, mas na cama não era lá aquelas coisas. Lutava pelo que queria, mas ao mesmo tempo muito frágil e necessitada de carinho. Sempre linda.

A Taurina.

Super elegante, mas um pouco preguiçosa e devagar. Por incrível que pareça era super calma, mas também quando brigávamos era um inferno. Até que um dia aprendi a não pisar no calo dela e as coisas melhoraram. Gostava muito da sua personalidade, nada de frescura e se precisasse matar uma barata ela fazia na boa. Muito lógica e materialista, mas a cabeça dura dela era algo difícil de lidar.

A Libriana.

Falava muito e não sabia das "malícias" da vida. Não sabia dizer não, mas sempre muito querida e bondosa. Tinha um super senso de justiça mas era um pouco bobinha, achava que todo mundo era bom e que tudo na vida era lindo. Me irritava um pouco o fato dela fazer vários favores para todo mundo e os outros fazerem ela de trouxa, e olha que eu avisava. Esse era o ponto positivo e negativo dela, a bondade. Já falei que falava muito?


A Virginiana.

Muito sossegada, mas não gostava de muita aventura. Muito bem vestida, mas também muito preocupada com as coisas, com seus valores e com o que os outros irão achar dela. Mas diferente de mim ela não gostava de uma paixão louca e aventuras. Sempre muito caseira e tranqüila, trocava qualquer coisa para ficarmos juntinhos em casa.

A Aquariana.

Queria mudar o mundo, super alternativa e diferente. Ela tinha um piercing, muito sexy por sinal. Sempre muito sensata e observadora tinha o dom de “decifrar” as pessoas. Mas não gostava da maneira com que ela fazia charminho para chamar atenção, adorava se fazer de coitadinha para eu vir e falar: “Por favor, vem aqui comigo”

A Sagitariana.

Super aventureira, do jeito que eu gosto. Não cedia, super explosiva e me mandava a merda direto, mas depois se arrependia. Dessa eu posso ficar falando por horas, muito apaixonada por mim mas tínhamos uma “regra” que na frente dos outros não demonstraríamos muito sentimento, e eu adorava isso. Discutíamos para ver quem conseguia ser mais irônico com o outro. Demonstrava ser super fria, mas eu sabia como tirar essa “casca”. (Muito bem por sinal). Uma companheira para tudo, mas muito difícil de lidar com o seu temperamento, sempre queria dar a última palavra, mas comigo não tem essa.

A Geminiana.

Sempre animada e alegre, mas cheia de dúvidas e incertezas. Era muito engraçado, ela ficava comigo mas achava metade dos outros caras bonitos e falava isso abertamente. Muito divertida para sair e alegre, mas não adiantava perguntar onde ela queria ir, sempre eu decidia. Apesar de sempre achar outros caras bonitos acredito que para ela sexo era só com “amor”.

A Capricorniana.

Acho que a que mais me reconhecia como “homem”. Sempre me deu apoio para assuntos profissionais, mas também muito segura e decidida. Adorava receber um elogio e ser reconhecida. Muito educada e de uma beleza clássica, sabia se portar, uma das mulheres que mais tive orgulho de ter ao meu lado.

A Leonina.

Super disposta e fazia tudo que tinha que ser feito. Se eu falasse: “Meu to aqui no fim do mundo, preciso que você traga uma coisa pra mim” Ela trazia. Ela simplesmente adorava um elogio ou paparico. Sempre muito vaidosa e estilosa, não vivia sem comprar uma bolsa ou um sapato. Se tínhamos que sair e ela estava “desajeitada”, ela dava uma arrumadinha rápida e fica linda como um passe de mágica. E por fim era a mulher mais forte que eu já conheci.


Só para frisar, essas são as minhas experiências, então não vem me falar: "EU NÃO SOU ASSIM!!!"

quarta-feira, novembro 02, 2011

Entenda os Homens (Capítulo 2)

Aqui vai a segunda parte do quadro Entenda os Homens...


1 - Se você se fizer de difícil, vou partir pra outra.

Se você realmente não quiser nada comigo, tudo bem. Mas se você quiser e mesmo assim ficar se fazendo de difícil partirei para outra. Lembre-se que não estou apaixonado por você, o tempo passa e a noite é curta. Já as mulheres? Existem várias no mundo.

2 - Não me sufoque. Eu preciso sentir saudade.

Gosto de você, mesmo. Mas preciso sentir sua falta pois sentir saudade é uma necessidade. Resumindo preciso lembrar de você sem você me lembrar.

3 - Não transe sem vontade.

Sei que as vezes você está cansada, sem tesão e faz para me agradar. Mas te garanto que não tem coisa pior do que fazer sexo com você dando aquelas espiadinhas na TV  ou sem vontade.

4 – Se eu te dou flores sem um motivo, tem um motivo.

A frase fala por si.

5 – O bojo realmente nos engana.

Ai a gente cria expectativa demais e ... Aproveita da mesma forma.

domingo, outubro 30, 2011

Inteligência Emocional

Penso que essa seja uma das conquistas mais importantes na vida de uma pessoa, tanto em um relacionamento como profissionalmente.

Antes de qualquer coisa precisamos aprender a não deixar as nossas emoções controlarem a nossa inteligência. Ter essa tal “inteligência” não significa que não iremos sofrer, mas sim que sabemos dos riscos que corremos.

Aprenda a dizer “Não”. Isso é uma das coisas mais importantes que você pode aprender na vida, e de maneira alguma você deve se sentir culpada pelo fato de atender primeiro as suas necessidades. Devemos cada vez mais pensar em nós, não de forma egoísta, mas de uma forma que possamos evitar futuros sofrimentos. Temos que ser mais fortes, mais corajosos, mais espertos e principalmente mais observadores.

“Tá, mas eu estou aqui para entender os homens e não para ler um livro de autoajuda”.

Só você ainda não entendeu que a segurança é o melhor caminho para a felicidade. E é isso que procuramos, a felicidade, não é? Tudo bem, queremos ter um relacionamento, casar, encontrar um “amor” e viver tudo isso intensamente, mas para que? Para ser feliz.

A inteligência emocional se consiste em saber o que fazer e principalmente quando fazer.

Não precisamos entender as emoções dos outros, se aceitarmos as deles e entendermos as nossas, já basta. Precisamos aprender a lidar com os nossos sentimentos, a traçar um caminho e principalmente a ter foco. Pessoas inteligentes não mudam suas perspectivas por algo, se adequam. E essa é a maior arma de uma pessoa inteligente, saber se adequar em qualquer ambiente.

“Tá, mas pra que serve essa coisa toda? Só quero um namorado”.

Tudo bem, isso realmente não vai te fazer encontrar um namorado, mas com certeza vai te fazer não perdê-lo caso você o encontre.

Sabe o que aprendemos com tudo isso? A tomar certas decisões sem medo, a descobrir até aonde vão os nossos limites, a nos expressar melhor, a ter menos vergonha de coisas bobas, a ter certeza de quem nos merece, e por fim  que não dependemos de ninguém para sermos felizes.

Falando em "dependência", bem que todos nós poderíamos tirar essa palavra do nosso dicionário.

Então talvez isso tudo junto seja um pouco daquela segurança que tanto falo...

E agora posso dizer de boca cheia que o que nos falta é saber dosar.  Até porque a diferença entre o remédio e o veneno é a dose.

"A inteligência emocional consiste em pensar duas vezes antes de falar uma."

quarta-feira, outubro 26, 2011

Entenda os Homens (Capítulo 1)

Então hoje teremos uma novidade...

A partir de agora além dos textos que já faço normalmente todo domingo irei fazer um quadro chamado “Entenda os Homens” que irá acontecer toda quarta-feira (assim espero) e será dividido por capítulos.

O quadro se consiste na seguinte ideia: Em cada capítulo botarei 5 dicas/curiosidades /coisas que nos irrita ou qualquer outra peculiaridade sobre nós. Dentro disso acredito que conseguiremos ter um contato maior e assim também esclarecer certas dúvidas de forma direta e engraçada (assim também espero).

Então, vamos lá...

1 - Nós vamos olhar para outras mulheres, sempre.

E se por um segundo você pensou:

 “Haha meu namorado não olha, tenho certeza!” 

Vou lhe dizer uma coisa: É melhor você abrir esses olhos.

2 - Não nos fale para fazer uma coisa sendo que sua vontade é outra.

Homem: Aconteceu alguma coisa?
Mulher: Não é nada, só preciso ficar sozinha
Homem: Ok, nos falamos depois então
Mulher: “NÃO ACREDITO! NEM PRA FICAR COMIGO???”

3 - Não me cobre carinho enquanto as coisas no trabalho não estiverem bem.

Entenda que nós vivemos para trabalhar. E é isso que nos motiva para futuramente te dar tudo o que achamos que você mereça, então se as coisas não estão bem só seja compreensiva.

4 - Você pode tudo, menos dar palpite enquanto eu estiver dirigindo.

Mulher: Você não vai conseguir estacionar ai...
Homem: Quer dirigir?
"- Poft" 
Homem: Ahh, foi só uma encostadinha...
Mulher: EU AVISEI! Você nunca quer me ouvir, quando eu falo você diz: "Eu sei o que eu estou fazendo", mas nãããão... blablabla....” 

Por mais que estejamos errados, para nós quando o assunto é carro sempre vamos estar certos.

5 - Saiba que eu te acho linda quando você nem imagina que está linda.

Você não sabe, mas nós gostamos quando você fica com a nossa camisa andando pela casa procurando algo que não sabe onde está. Você também não sabe, mas adoramos te ver concentrada em algo com um coque no cabelo (pode até ser com um lápis).

Existem vários momentos que te achamos linda e você nem imagina, e eu posso garantir que é neste momento que lembramos de como a nossa mulher é linda e nem lembrávamos.

domingo, outubro 16, 2011

Após o término de um namoro...

“O que eu faço com essa praga?”

Primeiramente encare o fato: O passado nunca será apagado.

Um casal vive muitas coisas juntos, contam seus segredos e abrem o jogo sobre suas inseguranças. Até que um dia terminam e descobrem que não conheciam a pessoa que estava ao seu lado como achavam que conheciam.

Sou a favor da premissa que devemos cada vez mais guardar as nossas coisas só para nós. Nunca sabemos quando alguém pode usar algo contra nós, quando essa pessoa vai mudar de lado e principalmente quando ela vai se transformar em outra pessoa. Inteligente é a pessoa que consegue se conter, que sabe o que falar e principalmente quando falar.

Quer falar mal de mim para os outros? Quer inventar que eu era ruim de cama para os outros? Problema seu, até porque cada um sabe o caráter que tem.

A distância é necessária. Não me ligue, não me procure, não diga que está com saudades, só viva a sua vida.
 
Posso te prometer que o que foi nosso vai ser sempre nosso. Você pode estar com outro ou não, mas a vida segue, guarde boas lembranças minhas, pois sempre guardarei suas.

Sabe, acho engraçado essa necessidade que as pessoas têm de querer provar que estão “bem” após o fim de um relacionamento. Você fica com quem não quer só para esfregar na cara dele que os outros também te querem? Aonde queres chegar com isso? Uma coisa eu posso te garantir, vou ter muito mais respeito e admiração por você se primeiramente você se respeitar.

Quanto menos recaídas você tiver, melhor para os dois. Entenda que na maioria das vezes nós não vamos voltar a sentir o que sentíamos por você, só queremos sexo e uma companhia e assim passamos por cima dos seus sentimentos só para ter o que queremos.

O famoso banho-maria: Não quero ficar com você, mas também não vou te deixar em paz. Quando o outro está conseguindo viver a sua vida e seguir seu caminho você por simples “luxo” manda uma mensagem dizendo: “Estou com saudades de você”. Pronto, fudeu. Você volta à estaca zero, é como se fosse um viciado em drogas tivesse uma recaída. Mas a verdade é que a maioria das pessoas não liga para o sentimento dos outros.

As pessoas são únicas, por isso não vejo necessidade de comparações. Claro que eu sinto falta de te ver sorrir, falar que sou chato e que demoro no banho, mas passou e preciso seguir a minha vida, preciso viajar, conhecer outras mulheres e principalmente decidir o que eu realmente quero.

Enfim, histórias de amor necessitam de respeito e principalmente zelo.

Até porque...

“Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas.” 

Antoine de Saint-Exupèry

domingo, outubro 02, 2011

Controle sexual de um relacionamento

Uma das partes mais gostosas de um relacionamento, o controle, o domínio da situação e principalmente a sensação de sentir-se “querido”.

Não tem coisa melhor para um homem do que estar no trabalho e sua mulher ligar e falar: “Estou aqui em casa, na nossa cama, eu se fosse você vinha rápido!”

Queremos agressividade sexual, vontade e desejo. Isso que faz o sexo ser bom: Vontade.

Ah, mas não são vocês os homens que gostam de controlar tudo?

Pensem comigo, Ashton Kutcher e Demi Moore um casal super conceituado. E aí eu lhe pergunto, quem você acha que manda nessa relação?

Não estou dizendo que só a mulher deve mandar, estou dizendo que existem momentos e momentos.

O controle não é nada mais do que a demonstração de interesse. Como vocês gostam quando falamos o quão bonitas vocês estão, nós também gostamos que vocês lembrem como é bom fazer sexo sem ser “programado”.

Acredito que isso seja uma das maiores queixas dos homens, a falta de iniciativa das mulheres. Na maioria das vezes nós iniciamos o ato, nós demonstramos vontade e nós criamos o clima. O fato de você mulher tomar iniciativa de querer transar torna o sexo muito mais prazeroso para nós.

Obviamente isso vai do jeito e da personalidade de cada um, tem quem goste de mulheres mais quietinhas e também quem prefira (como eu) as mulheres que são mais difíceis de lidar. Acredito que o “atrito” da relação a torna mais duradoura e intensa, digo um atrito leve, aonde os dois tenham opinião própria e defendam suas ideais.

Também não adianta de nada você ter a iniciativa e depois fazer por “obrigação”, até porque não tem coisa pior do que fazer sexo sem ter vontade. De qualquer forma sabe qual a maneira mais fácil de você demonstrar vontade depois de tomar iniciativa? Com sons, pegadas, gemidos, falar perto do ouvido, puxar o cabelo e coisas do gênero. Garanto que isso é muito mais excitante do que qualquer penetração.

Depois de um tempo de relacionamento nós homens preferimos, ou pelo menos aceitamos qualidade a quantidade, tudo bem que a masturbação quebra um SENHOR galho, mas uma dica: “Só faça se estiver disposta a chegar ao fim e demonstrar vontade” E, por favor, se caso um dia você fizer sem vontade, só não deixe eu ver que tais dando aquela espiadinha na TV, ok?

Por fim acredito que um relacionamento sexualmente feliz é aquele que um sente tesão em ver o tesão do outro.

terça-feira, setembro 20, 2011

O que é uma mulher difícil?


“Não entendo, vocês dizem que preferem as difíceis, mas quando eu tento ser difícil vocês vão lá e ficam com as outras.”

Ninguém sabe explicar, mas todo mundo gosta do que é mais difícil por parecer ser mais “conquistado/prazeroso” e felizmente ou infelizmente é assim que as coisas funcionam. Antes de tudo você tem que saber que para completar outra pessoa é necessário se completar, e te garanto que não é forçando ser alguém que você não é que você irá conseguir.

Antes de tudo vamos entender o que se seria uma “Mulher difícil”:

Uma mulher difícil não é aquela que não fica com ninguém na balada ou sai por ai dando fora em todos que aparecem. Uma mulher difícil é aquela que segue as suas vontades, que é segura, que tem postura de mulher e principalmente é autêntica. Infelizmente na maioria das vezes se nasce assim, é como uma pessoa com charme ou uma pessoa divertida, ela é assim por natureza. Essa tal "dificuldade" não está presente na balada, pois se você chega em uma mulher e ela te dá um "fora", é simples, você vai à procura de outra. A dificuldade vem depois, nos encontros, troca de mensagens, telefonemas, ficadas e assim por diante.

E sabe o que é mais fascinante de tudo em uma mulher dessas?

Que ela não te dá certeza da vitória, mas te faz jogar até o fim.

Tá, então mesmo se eu tiver vontade é melhor não fazer para ele me achar difícil?

Principal regra: Não tente imaginar o que nós estamos pensando.

A percepção dos homens varia muito de homem para homem. Um cara pode te achar super safada mesmo não fazendo nada, outro pode te adorar mesmo fazendo de tudo. E digo mais, na maioria das vezes quem define se você é “safada” ou não é a nossa cabeça e não as suas atitudes. (Eu disse maioria, ok?)

Não vou fazer nada, vai que ele fala para os amigos?

Entenda que se o cara é babaca o suficiente para contar tudo aos amigos ele também é suficientemente babaca para inventar coisas sobre você, então voltamos à estaca zero. Também é importante saber que quando gostamos ou temos certo respeito por alguém não damos detalhes do acontecido e sim tentamos ser sempre o mais evasivo possível.

Não existe coisa pior do que uma mulher que se faz de difícil, ela está afim, você percebe, mas ela insiste naquele joguinho retranqueiro, vulgo, “Assim não”. Se for para fazer faça bem feito, diga não e tome esta postura até o fim, não fique provocando e depois querendo contornar a situação, pois não tem maneira mais fácil de pegarmos aversão a você.

Trocando em miúdos mulher difícil não é nada mais nada menos do que uma mulher bem resolvida.

Então após tudo isso só digo uma coisa: Seja você.

domingo, setembro 11, 2011

Como uma mulher pode demonstrar estar afim?

“Quero chegar nele, mas não quero parecer vulgar, mas quero parecer afim, mas também quero ser difícil, mas sou orgulhosa, mas estou gostando, o que eu faço?”

Para começarmos bem o texto quero dizer que acho super interessante mulheres que demonstram interesse, obviamente de forma simpática e pouco escancarada.

O primeiro passo é parar de pensar no que nós vamos pensar a respeito de vocês, até porque não pensamos metade do que vocês imaginam que nós pensamos. Nosso pensamento é limitado em: Gostamos de você ou não.

É muito importante preparar o terreno, dê deixas mas nunca uma certeza. Se ele chegar para conversar com você leve o assunto e retribua as perguntas, sempre sutilmente mas não deixe a peteca cair. O segredo é o contato visual, tanto para nós homens como para vocês mulheres. Com um olhar você pode dizer tudo, seja delicada, sutil e o cara vai saber o que fazer.

Tá, e se ele não souber?

Existem duas saídas para ele não ter percebido: Ele não te achou atraente ou ele é um banana. Dentro disso vai de você descobrir como “desdobrá-lo” e saber até onde você pode ir ou não.

Ei, você ainda não entendeu que não quero parecer atirada? 

Você vai demonstrar interesse e não dançar na frente da porta do banheiro masculino esperando ele sair. Relaxa, nossa como essa palavra deveria ser inserida no dicionário de todas vocês “RELAXAR”.

Sabe quais são as mulheres que se dão bem nesse quesito? Aquelas que pouco se importam para o que os outros vão pensar, obviamente com um pingo de bom senso, mas de qualquer forma sem se importar com os julgamentos que a sociedade fará. Até porque você fazendo ou não a sociedade vai te julgar e vai achar um defeito em você.

Já que entramos nesse mérito vou abrir uma coisa a vocês. Sabe, nós seres humanos temos muitos preconceitos, com tudo, mesmo sem conhecer. Ai você vê um cara e uma mulher com uma saia curta na balada e pensa “Piriguete”, você vê alguém com óculos escuros no shopping e pensa “Idiota”. E ai eu penso, quem somos nós para julgar? E se essa mulher de saia curta estiver com o marido e ele gostar que ela se vista assim? Não é um direito deles? E se o cara de óculos escuros tiver esquecido o óculos de lente no carro? Ele vai ter que voltar lá para buscar só para você não achar ele um “Idiota”? É difícil aceitar mas poucos conseguem mudar, até porque isso na maioria das vezes é automático.

Além disso existem dois "truques" que na maioria das vezes funcionam, mas não levem isso como uma verdade absoluta em todos casos:

Entenda que é melhor você cortá-lo do que deixar ele te cortar. Digo, se você sente que está falando e ele não te corresponde e nem “volta” com as perguntas, antes que ele te diga “Ok, vou ter que sair, beijos” chega e fala você “Tudo bem então, vou indo, até”. Outra coisa é o “gelo” da saudade, você fala com a pessoa um dia, na próxima vez dê um "intervalo" até falar de novo, esse meio tempo nos faz pensar um pouco e ainda não demonstra afobação da sua parte.

Sinceramente não é do meu perfil intitular regras de conquista, acho que cada um tem o seu momento, o seu jeito e o seu charme mas de qualquer forma essas são dicas gerais que se usadas de forma natural transmitem mais segurança da sua parte.

Em geral seja sutil, você pode muito bem demonstrar estar afim mas sem deixar nenhuma prova contra você. Mantenha seu charme, mantenha a sua postura e principalmente:

Não entregue o ouro de bandeja, só dê pistas de onde ele poderá estar. 

domingo, agosto 28, 2011

Etapas do fim de um relacionamento

Um relacionamento termina, e ai como cada um se vira?

Mulheres:

Ainda não caiu a ficha: Ela não consegue dormir, não está acreditando que isso está acontecendo e assim fica procurando uma solução. Apesar de tudo ela ainda o quer e chorar é consequência do que o coração não consegue segurar.

Lema de vida: Eu nunca mais vou amar ninguém. Ela só sente um vazio e não prospecta muita coisa. Ela fica fria e não quer ver filmes, músicas ou saber de coisas relacionadas a sentimentos melodramáticos.

Sou linda e não sabia: Redescobrindo o Amor Próprio. Ela quer mais que o resto se exploda e sim viver a vida intensamente. Autoconfiança, quer sair, conhecer gente, sem se apegar a ninguém, provar como você é linda e ter a certeza de quem perdeu não foi você.

Não acredito que estou vivendo isso: Sem perceber aparece alguém na vida dela e ela lembra como era bom gostar de alguém. Ela se arrisca a sofrer tudo de novo e o outro? Fica no passado.

Homens:

Começar do zero: LIBERDADE! No começo ficamos com raiva, mas descontamos em bebidas e mulheres por ai. Ligamos para nossos amigos que havíamos “perdido” por causa do namoro e tentamos reconquistar os convites para sair. Queremos conhecer mulheres e matar a saudade da solteirice.

COMO EU SOU FELIZ: Saímos todos os dias e a pergunta que mais nos fazemos é: “Por que namorei tanto tempo?”  Mulheres nos ligando, mensagens, conquistas e principalmente reencontrando o nosso poder de conquista.

Ruim com, pior sem: Já foi o que tinha que ser, virou rotina sair e você começa a cansar dessa vida. Você só quer alguém para conversar e falar como foi o seu dia de trabalho. Quando sai com seus amigos volta e meia seu assunto é sobre a sua “ex”.

Perdi um tesouro? Sinceramente as coisas estão sem graça e você começa a lembrar dela por qualquer coisa. Você começa a comparar todas as outras com ela, enxerga defeito em todas e vê como o orgulho nem sempre é o melhor caminho.

Obviamente existem vários casos e motivos totalmente diferentes desses, mas esse não deixa de ser uma “rotina” bem comum no fim de um relacionamento.

Quando se gosta sempre vai doer em ambas às partes, mas vai da sua inteligência saber se recuperar. E acho que não existe caminho melhor do que o amor próprio e a reeducação sobre como viver sozinho. Até porque na minha opinião a sinceridade aliada ao bom senso é a formula de um relacionamento inteligente.

domingo, agosto 21, 2011

Como descobrir se ele está apaixonado?

“Ele diz que gosta, mas não parece sabe? Ele está mesmo apaixonado ou só quer me...”

Primeiramente entenda que só vamos nos apaixonar por uma mulher que for realmente especial para nós. E quando alguém é especial a gente respeita, então pode esquecer essa de “Estou apaixonado por você mas não quero namorar agora” ou “Estou namorando mas sou apaixonado por você, não termino por...” isso não existe.

Digamos que um dos primeiros passos para ver se ele não quer só sexo com você é perceber a rapidez com que ele vai direto ao ponto, sejamos mais práticos, algo assim: “Não quer vir aqui em casa hoje?” (Digo, sem ter muita intimidade). Se o cara tiver real interesse ele vai querer te levar para jantar, ouvir tudo o que você gosta de fazer e ainda te observar nos mínimos detalhes.

Dentro disso temos dois tipos de caras apaixonados:

Aquele tipo mais grudento vulgo “pau mole”. Ele não se importa de ir com a sogra num shopping para ajudar a escolher um sofá. Ele só quer ficar contigo e até aperta o bebedor para você tomar água. Na maioria desses casos é um cara sem atitude, mas que encaixa perfeitamente para você que é carente.

Ou aquele cara mais realista que gosta de você, mas não demonstra. Está do seu lado e sabe mesclar bem quando ser engraçado, seguro e protetor. Digamos que ele te passa uma certeza, apesar de não ficar falando “te amo/te adoro” toda hora, você sabe que ele está contigo pois gosta de você. As demonstrações de afeto são com atitudes.

Vamos aos fatos, quando estamos apaixonados...

Gostamos de surpreender, damos presentes sem motivo, gostamos de agradar, te buscar no trabalho e dizer “Preparei uma janta para nós e não aceito não como resposta.”

Queremos conhecer seus amigos e principalmente te apresentar aos nossos amigos, apresentar você a eles e dizer de boca cheia “Essa é a minha namorada”.

Mudamos nossa rotina só para ficar mais perto de você. Fazemos sacrifícios e o reconhecimento de vocês é imprescindível.

Aceitamos ir ao cinema na quarta-feira a noite, mesmo horário do jogo do nosso time. É, nesse nível tem que estar muito apaixonado mesmo. E ainda aceitamos sair com você e as amigas, ficar ouvindo conversas femininas e fazer uma cara de “Não queria estar em outro lugar, suas amigas são fantásticas!”

Obviamente depois de um tempo essa paixão esfria e por isso que eu digo, vá diluindo essa paixão durante o relacionamento, não fale tudo o que você sente sem antes ter certeza. Pegue maturidade no sentimento e ai sim aos poucos você vai se soltando, além de ser mais “sincero e verdadeiro” a outra pessoa se sentirá bem mais especial.

Em resumo, se ele estiver realmente apaixonado você vai saber e principalmente sentir. Você vai sentir-se feliz, preenchida e segura assim, isso que importa. Pare de tentar achar razões concretas para o que é tão gostoso do jeito que é.

Então...

"E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém."

domingo, agosto 07, 2011

Por que não ligamos e damos a devida atenção?

“No começo ele era super atencioso, mas agora que eu estou ficando afim, ele está todo frio. O que eu fiz?”

Primeiramente entendam que na maioria das vezes vocês não são tão especiais como acham que são. Existem várias mulheres no mundo e enquanto não firmarmos um compromisso com você, não devemos nada a ninguém além de respeito e honestidade, não é mesmo?

“Tudo bem, até entendo que vocês não queiram ligar pois não tenham interesse, mas se vocês não vão ligar porque pegam o telefone?”

Nunca sabemos quando vamos precisar, vai que vamos fazer uma festa e precisamos convidar algumas meninas? Vai que do nada deu vontade de sair com você? Na dúvida é melhor pegar para depois não nos arrependermos. Se não tivermos real interesse e pegarmos o telefone vai ser somente para tentarmos algo a mais, até porque fora da balada é bem mais fácil de convencer a chegar aos finalmentes.

Antes de ligarmos para alguma mulher que conhecemos em uma balada pensamos em alguns quesitos como: Se ela fala muito, se vai demorar até chegarmos ao sexo e se vale a pena aguentar a noite inteira para talvez chegar no final e ela te dizer: “Hoje não”. A realidade é que ficamos muito “putos” caso não role o sexo, obviamente entendemos que ela tem TOTAL direito de dizer um não, até porque é cedo, mas isso é uma questão hormonal. (Lembrando que grande parte de tudo isso só acontece quando não existe um real interesse em conhecer a pessoa)

Sei que tudo isso pode até parecer “frio”, mas estou aqui para passar a realidade, certo?

Uma regra básica para descobrir o que o cara realmente quer. Se ele é todo “querido e atencioso” e depois do nada ele perde totalmente o interesse e some, os motivos podem ser:

- Ele já fez sexo contigo e conquistou o que tinha que conquistar
- Ele encontrou outra, mais bonita, mais gostosa e mais fácil
- Enjoou de você

Podemos usar uma analogia bem apropriada para isso: Sabe quando uma criança quer porque quer um brinquedo e fica fazendo de tudo para ganhar e quando finalmente ganha ela acaba nem brincando direito? É, basicamente isso.

Digamos que eu esteja ficando com uma mulher há alguns dias, nada demais mas esteja rolando um clima legal, beleza. Alguns dias depois eu conheço uma outra mulher que muda a minha cabeça, do jeitinho que eu gosto, o que eu faço? Me respondam vocês. Sendo certo ou não é natural do ser humano deixar a outra um pouquinho de lado para curtir esse novo lance e isso faz parte de nós, faz parte da vida.

Uma coisa eu posso garantir, se o cara realmente tiver interesse em você ele não vai ser tão direto, ele vai querer conhecer teus detalhes, teus “nuances” e principalmente teus sonhos, objetivos e vivências. E sinceramente? Acho isso tão mais gostoso de se descobrir do que propriamente só o sexo em si.

E você ainda acha que o cara que te liga só para sair na sexta-feira às 11 horas da noite, está interessado em ouvir se você prefere Veneza ou Paris?

Antes de conhecer um cara e achar que ele está realmente interessado em você, lembre-se que responder um “Eu também” qualquer um sabe responder, agora o difícil é ter realmente interesse no seu conteúdo, então pense bem na seguinte frase:

“Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.”  (Voltaire)

domingo, julho 31, 2011

Como superar o fim de um relacionamento?

“Eu nunca vou esquecê-lo? Eu ainda gosto dele, o que eu faço?”

Até agora falamos de conquistas e momentos bons mas todo bônus tem o seu ônus e eu estou aqui para tentar fazer esse ônus ser o menor possível.

Antes de começarmos quero deixar claro que existem vários motivos para um término, mas de qualquer forma tentarei ser o mais genérico possível.

Você passa dois, cinco ou até dez anos ao lado de alguém todo o santo dia, conversando, convivendo, dividindo expectativas e sonhando, até que chega um dia e simplesmente acaba. Acaba o interesse, o tesão e o amor de uma das partes. E agora, a outra parte faz o que? 

Aprende a viver, bota seus planos estagnados em prática e se organiza para começar a sua jornada de aprender a viver sozinho. Dentro disso tem uma coisa que eu posso lhe garantir, quando você parar de depender dos outros para fazer o que você quer, você se sentirá outra pessoa.

Para esquecer alguém você precisa passar por um ciclo de saudade, raiva, ciúmes, carinho, tristeza e afins. E sabe qual é o mais importante deles? A raiva. Pode até parecer estranho, mas ela que te faz crescer, dar a volta por cima e mostrar que isso acontece com todo mundo e você é só mais uma. Não digo uma raiva “negativa”, mas sim uma raiva que te encoraja, algo meio que “Ele que se dane, vou viver a minha vida e pronto”.

Você vai sofrer bastante, mas passa. Sabe, sou da premissa que você tem que sofrer tudo de uma vez e não tentar ficar se enganando ou achando que tem volta o que de fato não tem volta. No começo será ruim, mas um dia você vai rir de tudo isso e lembrar como você era bobinha. E depois de um tempo vai perceber que tudo isso foi necessário para hoje você ser mais forte, segura e principalmente madura.

Se for para terminar, termine direito. Sem contatos, sem telefonemas, sem mensagens de saudade, sem nada

Não espere por ninguém. Acredito que isso sirva para âmbito geral, tanto no trabalho quanto na vida afetivo-amorosa, faça o seu, só dependa de você, pois se for depender dos outros, você poderá ficar na mão. Entendo que isso possa ser um pouco "frio", mas vamos ser realistas, nós não somos os príncipes da Disney, nem vocês as atrizes pornôs do Redtube. (Desculpa, mas é verdade) 

Substituir, essa é palavra-chave. Na maioria das vezes você só vai conseguir esquecer uma história escrevendo outra. Depois de um tempo você descobrirá que todo mundo é substituível. E depois de mais um tempinho você já estará vendo como foi bom ter terminado aquele relacionamento e ter “se encontrado” novamente.

Dizem que você só conhece com quem está ficando quando termina. Então vou dizer que não existe coisa mais bonita do que você terminar um relacionamento e falar para todos os outros que foi ótimo enquanto durou e pronto. Você não precisa dar detalhes da sua vida pessoal e falar sobre o que vocês viveram juntos, aqueles momentos foram só de vocês e devem morrer ali, e isso para mim é o suprassumo da educação, maturidade e respeito por quem esteve ao seu lado por todo esse tempo.

Lembre-se que agora isso tudo talvez não se encaixe a você, mas eu sei que um dia você vai voltar aqui e ler esse texto de novo.

Para finalizar:

Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.

domingo, julho 24, 2011

Até quando os homens precisam “curtir”?

Por que ele não sossega? Até quando ele vai viver nessa? Isso realmente é necessário?”

Antes de qualquer coisa vocês têm que entender que existem vários tipos de homens, e são exatamente os babacas que vocês não podem pegar como referência, caras que te elogiam só para te pegar, traem e vem na cara de pau dizer que ainda te amam. Obviamente cada um tem a sua história e o seu jeito, mas quem sou eu para julgá-los? Longe de ser uma verdade absoluta leiam o texto e filtrem as dicas que lhe forem úteis.

Primeiramente acredito que todo homem tenha que passar pela fase do “curtir”, não estou dizendo necessariamente pegar todas, mas sim viver sozinho, conhecer novas mulheres e “testar o seu poder de sedução”. Pode parecer estranho, mas isso é essencial para pegarmos segurança em nós mesmos.

Todo mundo tem a necessidade de levantar o seu ego, como mulher gosta de sentir-se bonita quando é elogiada ou paparicada, o homem também gosta de sentir-se "o cara" por ter conquistado determinada mulher. Obviamente isso varia com a idade, de pessoa para pessoa e vai passando com o decorrer do tempo, mas acredito que essa fase seja necessária na vida de qualquer homem.

Precisamos conhecer os dois lados para um dia termos a certeza do que é melhor para nós. Quando digo que todo homem precisa “curtir” é simplesmente para não acontecer de o sujeito ter 30/40 anos e querer sair por ai curtindo como se tivesse 20 ou pior, trair sua esposa de anos por não ter vivido aquilo que deveria ser vivido há tempos.

Não tem como negar que ficar com uma mulher diferente e sentir-se desejado é realmente uma sensação indescritível. Também não vou negar que é simplesmente fantástico conhecer mulheres com gostos, perfumes e conhecimentos diferentes. Mulheres com características e vivências, você conhece uma que fez balé e fala francês, outra que é jogadora de tênis e faz gastronomia e assim por diante.

Há uma linha tênue entre um cara que quer pegar todas e não está nem aí para você e um cara que não quer se envolver e te deixa claro que só pode lhe proporcionar uma simples aventura. Muitas de vocês têm que entender que não é porque não queremos vocês, que vocês não são especiais, e sim pelos simples fato de não estarmos no momento de querer se envolver. 

Não é necessário falar “eu te amo” para o relacionamento fazer sentido. Elogios e palavras bonitas qualquer idiota sabe dizer, vai de você saber “sentir” o que ele realmente quer. Em minha opinião cada um tem o direito de fazer o que quiser, desde que arque com as consequências e não faça o outro de trouxa.

Também acho engraçado que algumas mulheres querem igualdade nos diretos sexuais, mas não querem igualdade nos diretos emocionais. Mas o que a maioria não descobriu é que é totalmente possível curtir e fazer o que você quiser, sendo sincero.

Para finalizar uma frase bem realista. 

Faço minhas as palavras de Oscar Wilde:

A felicidade do homem casado depende das mulheres com quem não se casou.

domingo, julho 10, 2011

O que procuramos em uma mulher?

“Por que ele escolheu a outra? O que eu tenho de errado? Sou sem sal?”

Existem vários tipos de homens, mas uma coisa é unânime entre todos, a qualidade mais imprescindível em uma mulher: Segurança. Uma mulher que tenha certeza do que quer, que seja decidida, que tenha opinião formada e que saiba demonstrar que se ela está contigo é pelo simples fato de você ser o homem dela.

Como já falei algumas vezes orgulho e admiração são as melhores coisas que você pode sentir por alguém, ter uma namorada que você encha a boca para falar aos seus amigos “Essa é a minha namorada” realmente não tem preço.

Surpreender, esta é a palavra-chave. Todo mundo gosta de ser surpreendido com qualquer coisinha, desde um encontro inesperado, uma lembrança durante o dia, uma pegada mais forte, qualquer coisa que mude a rotina e que alimente esse desejo mutuamente.

Até entendo que você possa ser insegura e acho isso totalmente compreensível, mas o truque é você não demonstrar isso a nós. Sabe como melhorar isso? Saia sozinha, conheça pessoas novas, vá a cursos, leia livros interessantes, aproveite o que você mesmo tem a lhe oferecer. Isso além de trazer segurança lhe faz superar uma decepção amorosa bem mais rápido.

Acredito que o papo seja primordial, alguém que o assunto renda, que tenha princípios e ideias parecidos com os seus. Eu adoro cozinhar, tocar violão e viajar, mulheres que têm um conhecimento em algum desses quesitos simplesmente me fascinam.

Seria hipocrisia da minha parte dizer que beleza não importa, mas atrativos como cultura, charme, elegância, sensatez e objetivos de vida na minha opinião são indispensáveis. Mulheres com elegância são raríssimas hoje em dia. Óbvio que mulheres gostosas e com microssaia são ou já foram “divertidas” na vida de qualquer homem, mas isso cansa e nós sabemos que essas mulheres são somente para curtir.

Atitude, por favor, cadê as mulheres com atitude? Que tomem iniciativa das coisas que desejam, que tenham os próprios sonhos e que sejam independentes. Mulheres que andem ao seu lado, não à frente, nem atrás. Mulheres que estejam conosco por inteira. Mulheres que tenham tesão em nós, que queiram estar ao nosso lado e demonstrem isso, sem “frescurinhas”, e sim, com atos, desejos e vontades.

Tem coisa pior do que pessoas sem atitude? Que só sabem responder: “tanto faz”, “você que sabe”, “não sei”, “qualquer coisa ta bom” e afins? Parece que você está sozinho na relação e convenhamos que nós também gostamos de ser “dominados” às vezes.

Vocês não gostam de um homem que toma as rédeas do relacionamento, que te passa segurança, que é um homem e não um menino? Pois é, também queremos uma mulher assim.

Minha teoria é totalmente quebrada quando falamos sobre caras babacas.

Em resumo, sabe o que procuramos? Mulheres com “Luz própria.”

terça-feira, julho 05, 2011

A importância das pequenas coisas

"Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus. Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver, adicionamos amor à sua vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio. Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos. Estamos na era do ‘fast-food’ e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias. Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas ‘mágicas’. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na despensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar ‘delete’. Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer ‘eu te amo’ à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame… Ame muito. Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre."  George Carlin

Achei este texto simplesmente perfeito. Vocês devem estar pensando "Ah, mas o que isso tem a ver com entender os homens?" Mas eu posso garantir que isso tem muito a ver com os homens, com as mulheres, com as pessoas. Entender que o ser humano é bobo e que se importa com coisas supérfluas é o primeiro passo para darmos mais valor a nós mesmos, as pessoas que estão a nossa volta e principalmente para encontrar a felicidade após alguma desaventura amorosa. Se esse texto for traduzido para um relacionamento ou uma paixão é exatamente igual, você tem que valorizar quem está ao seu lado, quem está contigo todo o santo dia, quem aguenta as suas chatices (sim, você como eu também é chato), quem te escuta e principalmente quem te ajuda e te respeita. Todos nós somos burros, cada um do seu jeito, mas burros, alguns pensam que são sempre os “donos da verdade”, outros acham a “grama” do vizinho sempre mais verde, outros pensam que fazer o outro de idiota é ser inteligente, outros não valorizam o que tem e sempre estão a reclamar, outros falam mais do que deveriam, pensam mais do que deveriam, se preocupam mais do que deveriam e assim por diante.

Então repense antes de intitular a sua vida como “ruim”, lembre-se se a sua vida é ruim é porque você a faz assim.

terça-feira, junho 21, 2011

Existe amizade entre homem e mulher?

“Pra mim éramos só amigos e agora ele quer ficar comigo, que isso?”

Amizade é uma relação afetiva, a princípio, sem características romântico-sexuais, entre duas pessoas. Legal e daí?

E daí que no fundo, bem no fundo eu até acredito que possa existir essa tal “amizade”, mas com certeza tem que haver uma coisa entre os dois: Antipatia física.

Entenda também que normalmente uma das partes está interessada em algo além da simples e pura amizade. Não existe amizade homem-mulher que ficam se ligando todos os dias, que mandam mensagens, que dizem estar com saudades e se existir é só de um dos lados.

Na maioria das vezes essa relação existe dada a um certo interesse e dentro disso são duas as possibilidades. Primeiramente vamos tentando criar um vínculo de amizade, pois temos um interesse direto em você e o jeito mais prático de se fazer isso é pegando intimidade, confiança e aos poucos demonstrando nossas qualidades. Já a segunda opção é visando às amigas, você fica amigo de uma menina supostamente “feia” e assim ela pode lhe proporcionar um leque de opções e oportunidades com as amigas bonitas.

Homens até podem ser amigos de mulheres, mas não amigos íntimos. Nós não somos suas amigas, não queremos ouvir com quem vocês ficaram e muito menos saber de quem vocês estão afim. Acredito que a amizade até possa existir quando o contato é superficial, mas é praticamente impossível um dos dois não ter interesse quando o caso fica mais próximo, íntimo e diário.

Alguns namoros que começam com muita amizade não passam pela etapa do tesão, conhecimento, descobertas e acabam pegando intimidade rápido demais, as vezes sendo mais amigos do que realmente namorados, mas são casos e casos.

Quando começamos a vida achamos que todos são nossos amigos e que nunca vão nos largar, sinto muito em dizer, mas amigos se contam nos dedos e olhe lá. São raras as pessoas que você realmente pode confiar, e com certeza essa mesma pessoa que você pensou: “Ah, mas ela é bem minha amiga, nunca faria isso” um dia vai te surpreender. Talvez sim, talvez não, mas a vida não é tão maravilhosa assim e confiança hoje em dia é algo que se “compra” às cegas.

Sei também que terá várias pessoas que pensarão: “Mas eu tenho amigos e tenho certeza que são só amigos, ok?” agora só falta saber se essas pessoas sabem diferenciar amizade de coleguismo. Existem casos e casos, e de forma alguma estou aqui para julgá-los, longe de ser uma verdade absoluta essa é a minha versão da história e história cada um faz a sua.

Como dizia um amigo:

"A amizade é acima de tudo, certeza, e é isso que a distingue do amor."

domingo, junho 05, 2011

O que ele quer?

“Ele só me liga quando quer, diz que gosta mas não corre atrás, diz coisas lindas só que...”

O primeiro passo é aceitar que todo mundo gosta de ter alguém nas “mãos” é fácil, gostoso e principalmente conveniente.  

Felizmente ou infelizmente é assim que funciona quando sentimos que vamos perder algo, nem que seja um paparico ou um sexo casual, corremos atrás e queremos retomar o que de fato era “nosso”. Não estamos querendo um compromisso e sim só lembrar que existimos e assim confundir a cabeça de vocês.

Sabe quando ligamos para você na madrugada? Então, não quer dizer muita coisa, só queremos preencher um “vazio” que a noite nos deixou, conversar com alguém e quem sabe tentar alguma coisa para fecharmos a noite com chave de ouro. Na maioria das vezes se a “ex” ainda estiver presente na vida do cara entenda que ela sempre vai ser mais especial do que você, então não espere que ele largue tudo ou esqueça ela por você.

Nisso é claro que existem caras idiotas que dizem “eu te amo” em uma semana só para poder te pegar, mas ai vai de você saber filtrar isso. Uma coisa posso garantir, quando nós queremos uma mulher erramos mais por “sufocar” do que realmente por “esquecer”.

Sim, nós mudamos de atitude de uma hora para outra, tem dias que só queremos quem nos da a certeza que o final da noite vai ser bom, tem dias que queremos só sexo, tem dias que realmente bate uma saudade de você, tem dias que não queremos falar com ninguém e tem dias que queremos tudo ao mesmo tempo. No fundo a maioria de nós não sabe o que quer e essas dúvidas só machucam quem está em nossa volta, mas infelizmente essa certeza só virá quando realmente nos interessarmos por alguém.

Nunca iremos mudar enquanto não encontrarmos uma mulher que mude a nossa rotina, que nos faça pensar diferente, que nos faça criar expectativas em algo que supostamente não existe ou que nos faça ter orgulho de lhe apresentar para os nossos amigos. Só não me pergunte como fazer isso.

Procuramos a certeza, pois na maioria das vezes ficar na mão não é uma opção. Vocês têm que entender que existem duas opções: “Gostar e realmente querer ficar com alguém” ou “Querer curtir e nada mais” e se o cara realmente optar pela primeira opção você irá saber.

Já dizia Shakespeare:

“Se os homens fossem constantes seriam perfeitos.”

domingo, maio 29, 2011

Traição, falta de ...

Respeito. Acredito que com esta palavra eu já consiga resumir tudo o que eu quero dizer neste texto.

Antes de qualquer coisa se pergunte: “E se fosse com você?”

Você está com uma pessoa, se compromete com ela, sua dignidade está em jogo e todo seu caráter e se isso não vale, não sei mais o que pode valer. No começo é tudo tão bom, paixão, sexo em lugares inusitados, descobertas, pensamentos voltados para o futuro e muito carinho. O tempo passa, a paixão acaba e a vida lhe oferece três caminhos: “Continuar o relacionamento transformando esta paixão em amor e assim aceitando a rotina, juntos”, “Terminar, pois o tesão passou e você não gosta dela suficientemente para pensar em casamento e afins” ou “Trair, ser um babaca, continuar na comodidade por medo de não conseguir ficar sozinho e assim fazer duas ou até três pessoas sofrerem por uma atitude fraca da sua parte.”

Sim, para nós é totalmente possível gostar de uma mulher e ao mesmo tempo desejar ou querer ficar com outras, mas dentro de tudo isso há uma linha tênue entre ter vontade e fazer, envolve seu caráter, respeito e admiração pela pessoa que está ao seu lado e que você dedicou tanto tempo e carinho. Nisso você pensa: “Ninguém vai descobrir, só preciso pegar um gás para o relacionamento” começa assim e você acha que não é nada, mas pronto você fez o mais difícil, começou, agora continuar é fácil.

A traição não deixa de ser o ato inconsciente de querer sair de uma relação sem saber como ou por medo de perder algo, também inconscientemente você acaba procurando características que a sua parceira não tem, assim tentando preencher aquele seu vazio. Um relacionamento já vem com o “pacote” pronto e infelizmente não se pode pegar uma qualidade daqui, um sexo selvagem dali e assim por diante.

Não prometa o que você não pode cumprir, seja sincero, deixe claro o que você quer, é tão fácil dizer o que você quer e pronto, você não engana ninguém, não se engana, não fica com peso na consciência e o mais importante não faz ninguém sofrer, mas antes de tudo descubra o que você realmente quer. Na minha sincera opinião são raros os casos que se é possível voltar depois de trair ou ser traído, você nunca mais confiará naquela pessoa como antes e isso ficará te corroendo toda vez que você desconfiar de algo, por menor que seja.

Se você não está feliz, como fará o outro feliz? Termine, siga sua vida e ache alguém que te complete do jeito que você tanto deseja. O mundo precisa de pessoas mais decididas, seguras e confiantes, pessoas que não precisam usar os outros para preencherem seus próprios vazios e principalmente pessoas que estejam com você por inteiro.

Existe vários tipo de traição, mas nenhuma se justifica. Erros acontecem, fato, mas seja franco consigo e assuma seus erros, seja homem o suficiente para ouvir o que tem que ser dito e antes de qualquer coisa, lembre-se: Não há bônus, sem ônus.

Repito, respeito.

Agora você já pode completar o título do texto.

domingo, maio 22, 2011

Ciúmes, amor ou insegurança?

“O que você estava conversando com ela? Quem é ela? Da onde você a conhece? Você já ficou com ela?”

Antes de tudo pergunte-se: “Qual motivo de ter ciúmes?” Se você namora uma pessoa, penso que você deve confiar plenamente nela, correto? Essa pessoa está ao seu lado pelo simples motivo de querer estar com você, correto? Quando alguém trai é pelo simples fato de se sentir “incompleto” em algum aspecto dentro do relacionamento, então entenda que só depende de vocês fazer com que o outro não desperte essa vontade. Vocês têm que estar em plena harmonia sexual, na hora de conversar e principalmente na hora de ceder à vontade um do outro.

Nunca vamos deixar de admirar o corpo de outras mulheres, muito menos deixar de falar besteiras com nossos amigos, pois isso faz parte da essência masculina e necessitamos disso para completarmos alguns vazios que o namoro nos proporciona. Se você parte do princípio que ligar de 5 em 5 minutos ou não deixar o parceiro falar com o sexo oposto é a melhor postura a se tomar, sinto muito em dizer mas não quero viver em uma “prisão” e sinceramente só te quero ao meu lado quando você confiar plenamente em mim.

Acredito sim que o ciúmes seja um tempero em um relacionamento, mas tempero demais desanda o prato. A partir do momento que seu parceiro não demonstra em excesso esse tal ciúmes você acaba adquirindo mais respeito e sabe que aquela pessoa está ao seu lado pois você transmite segurança e confiança a ela.

Homem ciumento não tem muito futuro em um relacionamento, mulher gosta de confiança e segurança, pois se você não confia nem em si mesmo como ela confiará em você? Todo mundo tem que ter seu espaço e principalmente todo mundo tem que ter uma vida fora do relacionamento, assim penso que o ciúmes só demonstra a sua falta de autocontrole e ainda nos traz mais segurança e certeza sobre o que vocês realmente sentem perante a nós. 

De forma alguma estou dizendo para você dar “sorte ao azar” é sempre bom manter o controle, mas controlar é diferente de sufocar. Acredito também que em um relacionamento os dois tenham total consciência e discernimento do que se “pode” ou não fazer, e esse equilíbrio faz um relacionamento ser estruturado.

Há quem diga que ciúmes é prova de amor, discordo. Mas cada um gosta do seu jeito, não é?

Roland Barthes: 

“Como ciumento sofro quatro vezes: porque sou ciumento, porque me reprovo de sê-lo, porque temo que meu ciúme machuque o outro, porque me deixo dominar por uma banalidade: sofro por ser excluído, por ser agressivo, por ser louco e principalmente por ser comum."