domingo, outubro 30, 2011

Inteligência Emocional

Penso que essa seja uma das conquistas mais importantes na vida de uma pessoa, tanto em um relacionamento como profissionalmente.

Antes de qualquer coisa precisamos aprender a não deixar as nossas emoções controlarem a nossa inteligência. Ter essa tal “inteligência” não significa que não iremos sofrer, mas sim que sabemos dos riscos que corremos.

Aprenda a dizer “Não”. Isso é uma das coisas mais importantes que você pode aprender na vida, e de maneira alguma você deve se sentir culpada pelo fato de atender primeiro as suas necessidades. Devemos cada vez mais pensar em nós, não de forma egoísta, mas de uma forma que possamos evitar futuros sofrimentos. Temos que ser mais fortes, mais corajosos, mais espertos e principalmente mais observadores.

“Tá, mas eu estou aqui para entender os homens e não para ler um livro de autoajuda”.

Só você ainda não entendeu que a segurança é o melhor caminho para a felicidade. E é isso que procuramos, a felicidade, não é? Tudo bem, queremos ter um relacionamento, casar, encontrar um “amor” e viver tudo isso intensamente, mas para que? Para ser feliz.

A inteligência emocional se consiste em saber o que fazer e principalmente quando fazer.

Não precisamos entender as emoções dos outros, se aceitarmos as deles e entendermos as nossas, já basta. Precisamos aprender a lidar com os nossos sentimentos, a traçar um caminho e principalmente a ter foco. Pessoas inteligentes não mudam suas perspectivas por algo, se adequam. E essa é a maior arma de uma pessoa inteligente, saber se adequar em qualquer ambiente.

“Tá, mas pra que serve essa coisa toda? Só quero um namorado”.

Tudo bem, isso realmente não vai te fazer encontrar um namorado, mas com certeza vai te fazer não perdê-lo caso você o encontre.

Sabe o que aprendemos com tudo isso? A tomar certas decisões sem medo, a descobrir até aonde vão os nossos limites, a nos expressar melhor, a ter menos vergonha de coisas bobas, a ter certeza de quem nos merece, e por fim  que não dependemos de ninguém para sermos felizes.

Falando em "dependência", bem que todos nós poderíamos tirar essa palavra do nosso dicionário.

Então talvez isso tudo junto seja um pouco daquela segurança que tanto falo...

E agora posso dizer de boca cheia que o que nos falta é saber dosar.  Até porque a diferença entre o remédio e o veneno é a dose.

"A inteligência emocional consiste em pensar duas vezes antes de falar uma."

quarta-feira, outubro 26, 2011

Entenda os Homens (Capítulo 1)

Então hoje teremos uma novidade...

A partir de agora além dos textos que já faço normalmente todo domingo irei fazer um quadro chamado “Entenda os Homens” que irá acontecer toda quarta-feira (assim espero) e será dividido por capítulos.

O quadro se consiste na seguinte ideia: Em cada capítulo botarei 5 dicas/curiosidades /coisas que nos irrita ou qualquer outra peculiaridade sobre nós. Dentro disso acredito que conseguiremos ter um contato maior e assim também esclarecer certas dúvidas de forma direta e engraçada (assim também espero).

Então, vamos lá...

1 - Nós vamos olhar para outras mulheres, sempre.

E se por um segundo você pensou:

 “Haha meu namorado não olha, tenho certeza!” 

Vou lhe dizer uma coisa: É melhor você abrir esses olhos.

2 - Não nos fale para fazer uma coisa sendo que sua vontade é outra.

Homem: Aconteceu alguma coisa?
Mulher: Não é nada, só preciso ficar sozinha
Homem: Ok, nos falamos depois então
Mulher: “NÃO ACREDITO! NEM PRA FICAR COMIGO???”

3 - Não me cobre carinho enquanto as coisas no trabalho não estiverem bem.

Entenda que nós vivemos para trabalhar. E é isso que nos motiva para futuramente te dar tudo o que achamos que você mereça, então se as coisas não estão bem só seja compreensiva.

4 - Você pode tudo, menos dar palpite enquanto eu estiver dirigindo.

Mulher: Você não vai conseguir estacionar ai...
Homem: Quer dirigir?
"- Poft" 
Homem: Ahh, foi só uma encostadinha...
Mulher: EU AVISEI! Você nunca quer me ouvir, quando eu falo você diz: "Eu sei o que eu estou fazendo", mas nãããão... blablabla....” 

Por mais que estejamos errados, para nós quando o assunto é carro sempre vamos estar certos.

5 - Saiba que eu te acho linda quando você nem imagina que está linda.

Você não sabe, mas nós gostamos quando você fica com a nossa camisa andando pela casa procurando algo que não sabe onde está. Você também não sabe, mas adoramos te ver concentrada em algo com um coque no cabelo (pode até ser com um lápis).

Existem vários momentos que te achamos linda e você nem imagina, e eu posso garantir que é neste momento que lembramos de como a nossa mulher é linda e nem lembrávamos.

domingo, outubro 16, 2011

Após o término de um namoro...

“O que eu faço com essa praga?”

Primeiramente encare o fato: O passado nunca será apagado.

Um casal vive muitas coisas juntos, contam seus segredos e abrem o jogo sobre suas inseguranças. Até que um dia terminam e descobrem que não conheciam a pessoa que estava ao seu lado como achavam que conheciam.

Sou a favor da premissa que devemos cada vez mais guardar as nossas coisas só para nós. Nunca sabemos quando alguém pode usar algo contra nós, quando essa pessoa vai mudar de lado e principalmente quando ela vai se transformar em outra pessoa. Inteligente é a pessoa que consegue se conter, que sabe o que falar e principalmente quando falar.

Quer falar mal de mim para os outros? Quer inventar que eu era ruim de cama para os outros? Problema seu, até porque cada um sabe o caráter que tem.

A distância é necessária. Não me ligue, não me procure, não diga que está com saudades, só viva a sua vida.
 
Posso te prometer que o que foi nosso vai ser sempre nosso. Você pode estar com outro ou não, mas a vida segue, guarde boas lembranças minhas, pois sempre guardarei suas.

Sabe, acho engraçado essa necessidade que as pessoas têm de querer provar que estão “bem” após o fim de um relacionamento. Você fica com quem não quer só para esfregar na cara dele que os outros também te querem? Aonde queres chegar com isso? Uma coisa eu posso te garantir, vou ter muito mais respeito e admiração por você se primeiramente você se respeitar.

Quanto menos recaídas você tiver, melhor para os dois. Entenda que na maioria das vezes nós não vamos voltar a sentir o que sentíamos por você, só queremos sexo e uma companhia e assim passamos por cima dos seus sentimentos só para ter o que queremos.

O famoso banho-maria: Não quero ficar com você, mas também não vou te deixar em paz. Quando o outro está conseguindo viver a sua vida e seguir seu caminho você por simples “luxo” manda uma mensagem dizendo: “Estou com saudades de você”. Pronto, fudeu. Você volta à estaca zero, é como se fosse um viciado em drogas tivesse uma recaída. Mas a verdade é que a maioria das pessoas não liga para o sentimento dos outros.

As pessoas são únicas, por isso não vejo necessidade de comparações. Claro que eu sinto falta de te ver sorrir, falar que sou chato e que demoro no banho, mas passou e preciso seguir a minha vida, preciso viajar, conhecer outras mulheres e principalmente decidir o que eu realmente quero.

Enfim, histórias de amor necessitam de respeito e principalmente zelo.

Até porque...

“Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas.” 

Antoine de Saint-Exupèry

domingo, outubro 02, 2011

Controle sexual de um relacionamento

Uma das partes mais gostosas de um relacionamento, o controle, o domínio da situação e principalmente a sensação de sentir-se “querido”.

Não tem coisa melhor para um homem do que estar no trabalho e sua mulher ligar e falar: “Estou aqui em casa, na nossa cama, eu se fosse você vinha rápido!”

Queremos agressividade sexual, vontade e desejo. Isso que faz o sexo ser bom: Vontade.

Ah, mas não são vocês os homens que gostam de controlar tudo?

Pensem comigo, Ashton Kutcher e Demi Moore um casal super conceituado. E aí eu lhe pergunto, quem você acha que manda nessa relação?

Não estou dizendo que só a mulher deve mandar, estou dizendo que existem momentos e momentos.

O controle não é nada mais do que a demonstração de interesse. Como vocês gostam quando falamos o quão bonitas vocês estão, nós também gostamos que vocês lembrem como é bom fazer sexo sem ser “programado”.

Acredito que isso seja uma das maiores queixas dos homens, a falta de iniciativa das mulheres. Na maioria das vezes nós iniciamos o ato, nós demonstramos vontade e nós criamos o clima. O fato de você mulher tomar iniciativa de querer transar torna o sexo muito mais prazeroso para nós.

Obviamente isso vai do jeito e da personalidade de cada um, tem quem goste de mulheres mais quietinhas e também quem prefira (como eu) as mulheres que são mais difíceis de lidar. Acredito que o “atrito” da relação a torna mais duradoura e intensa, digo um atrito leve, aonde os dois tenham opinião própria e defendam suas ideais.

Também não adianta de nada você ter a iniciativa e depois fazer por “obrigação”, até porque não tem coisa pior do que fazer sexo sem ter vontade. De qualquer forma sabe qual a maneira mais fácil de você demonstrar vontade depois de tomar iniciativa? Com sons, pegadas, gemidos, falar perto do ouvido, puxar o cabelo e coisas do gênero. Garanto que isso é muito mais excitante do que qualquer penetração.

Depois de um tempo de relacionamento nós homens preferimos, ou pelo menos aceitamos qualidade a quantidade, tudo bem que a masturbação quebra um SENHOR galho, mas uma dica: “Só faça se estiver disposta a chegar ao fim e demonstrar vontade” E, por favor, se caso um dia você fizer sem vontade, só não deixe eu ver que tais dando aquela espiadinha na TV, ok?

Por fim acredito que um relacionamento sexualmente feliz é aquele que um sente tesão em ver o tesão do outro.